Programa de Cidadania Digital


Constituir um programa ambicioso de cidadania/ residência digital em Portugal. Em síntese, permitir que qualquer cidadão do mundo possa registar-se e, se aprovado, receber a "cidadania digital", com um conjunto de direitos - como efectuar completamente online o processo de abertura de uma empresa, assinar documentos digitalmente e gerir à distância, aceder a serviços bancários ou de pagamentos, entre outros. Ver exemplo da Estónia (https://e-resident.gov.ee/).


Impacto esperado

Maior capacidade de atracção de talento da área da economia digital, sofisticação e celeridade de processos burocráticos de investimento e melhor reputação do País como startup-nation.



Comentários